Tuesday, August 04, 2015


A alma sobrevive à morte do corpo? Essa é uma questão mais debatida do que se pensa. Eu estava eu em um fórum cristão debatendo alguns assuntos quando uma pessoa (provavelmente Testemunha de Jeová, apesar de não admitir nem negar) entrou postando longos textos que ele copiou do Watchtower Library. Reconheci na hora os textos. Isso cria uma discussão desigual porque tudo o que ele tem que fazer é copiar e colar os longos textos enquanto a gente tenta digitar uma resposta. Os textos são tão ridiculamente longos que realmente cansam. E o assunto que ele sempre defende nas discussões é: a alma não sobrevive à morte da pessoa.
O argumento basicamente se desenvolve da seguinte forma:
  1. A palavra para alma no hebraico é nefesh que quer dizer pessoa. Não algo separado do corpo, mas o próprio ser humano.
  2. Eclesiastes 9.5 e 10 diz assim “Pois os vivos sabem que morrerão, mas os mortos nada sabem” e “O que as suas mãos tiverem que fazer, que o façam com toda a sua força, pois na sepultura, para onde você vai, não há atividade nem planejamento, não há conhecimento nem sabedoria”.
  3. Portanto, a alma não sobrevive à morte.

É basicamente isso. Você vai encontrar versões mais rebuscadas, mas a síntese do argumento é esse.
Vamos examinar as premissas para ver se elas são verdadeiras.
A palavra hebraica para alma é realmente nefesh, mas ela é uma palavra de grande escopo semântico. Ela pode ser traduzida como “vida”, “pessoa”, “apetite”, “mente”, “alma”, etc. O que irá definir o significado da palavra é o contexto em que ela está. Todo mundo que estudou um pouco de tradução sabe que muitas vezes o sentido de uma palavra se dá pelo contexto. É errado aplicar um único significado. Quer um exemplo de um idioma moderno? Traduza-me em uma única palavra que inclua todos os significados da palavra inglesa “get”. Consegue? Boa sorte. Se isso é difícil com um idioma moderno, imagine com um idioma tão antigo quanto o hebraico. Portanto o contexto irá explicar o que nefesh significa.
E agora a segunda premissa. Eclesiastes 9 não é o único capítulo do Antigo Testamento que trata do assunto. Veja por exemplo, no mesmo livro, esse versículo:
“o pó volte à terra, de onde veio, e o espírito volte a Deus, que o deu.”
Eclesiastes 12.7
Quando o autor fala de pó aqui está se referindo ao corpo (Gen 2.7). O autor não está se contradizendo aqui? No capítulo 9 ele fala que não existe consciência entre os mortos, mas aqui ele fala que o corpo volta a terra e a alma volta a Deus? Como explicar isso?
Simples. Eclesiastes é um livro que se propões a analisar o mundo que está debaixo do sol (Ec 1.13), do mundo físico. E da perspectiva do mundo físico, os mortos realmente nada fazem. E é por essa perspectiva que ele faz suas afirmações do capítulo 9. Quando chega ao capítulo 12 ele aumenta a perspectiva da sua análise trazendo o mundo espiritual. Lembra-te do teu Criador. Faça isso antes que seu corpo volte a terra e seu espírito a Deus. Por quê?
Pois Deus trará a julgamento tudo o que foi feito, inclusive tudo o que está escondido, seja bom, seja mal.
Eclesiastes 12.14
As duas premissas são falsas, portanto a conclusão também é falsa.
Além disso, consideremos outros textos:
Mas Deus redimirá a minha vida da sepultura e me levará para si.
Salmos 49.15

Não tenham medo dos que matam o corpo, mas não podem matar a alma. Antes, tenham medo daquele que pode destruir tanto a alma como o corpo no inferno.
Mateus 10.28

Temos, pois, confiança e preferimos estar ausentes do corpo e habitar com o Senhor
2 Coríntios 5.8

Quando ele abriu o quinto selo, vi debaixo do altar as almas daqueles que haviam sido mortos por causa da palavra de Deus e do testemunho que deram.
Eles clamavam em alta voz: "Até quando, ó Soberano santo e verdadeiro, esperarás para julgar os habitantes da terra e vingar o nosso sangue? "
Então cada um deles recebeu uma veste branca, e foi-lhes dito que esperassem um pouco mais, até que se completasse o número dos seus conservos e irmãos, que deveriam ser mortos como eles.
Apocalipse 6.9-11 (compare esse texto com Mateus 10.28).
Portanto a Bíblia ensina que a alma sobrevive à morte do corpo. Não se deixe enganar. Tem muita gente por ai ensinando o contrário do que ensinam as Escrituras, que a alma não sobrevive a morte. Se isso for verdade, apenas viva a sua vida e o pior que vai acontecer com você é deixar de existir. Nada mais. Sem inferno. Sem julgamento. Sem justiça. Mas a Bíblia alerta sobre gente assim:
Eles tratam da ferida do meu povo como se não fosse grave. ‘Paz, paz’, dizem, quando não há paz alguma.
Jeremias 6.14

Posted on Tuesday, August 04, 2015 by Maurilo e Vivian

No comments

Monday, August 03, 2015

segundas com termos da teologia hoje agostinho



casuística:

Tentativa de formular regras éticas ou padrões universais que possam ser aplicados em situações específicas para assegurar o comportamento moral. Em outras palavras, casuística é a tentativa de estabelecer regras gerais que possam tratar de questões éticas específicas.

Fonte: Dicionário de Teologia, edição de bolso. Ed. Vida.

Posted on Monday, August 03, 2015 by Maurilo e Vivian

No comments

Sunday, August 02, 2015


Ontem a Vivian e eu assistimos “Deus não está morto” na Netflix. Gostamos do filme. Já tinha ouvido falar bastante sobre ele, mas não tinha interesse real de ver. Enquanto aguardávamos o início do UFC 190 (como bons alunos de Muay Thai) resolvemos assistir o filme.
E eu gostei. Na verdade, gostei mais do que achei que iria gostar. A ideia de ir contra um professor na sala de aula não me agrada porque quem tem o microfone (ou a autoridade final na sala) sempre vence, mas foi muito bom.
Eu gostei do filme por dois motivos.
O primeiro, por mostrar que os nossos jovens estão sendo assaltados intelectualmente nas universidades. É muito comum um jovem que passou a vida inteira na igreja se desviar quando chega à faculdade. Por quê? Porque ele nunca foi treinado e preparado para esse momento. Durante a maior parte de sua vida ele esteve sob a proteção da igreja, dos pais, em um ambiente controlado e de poucos desafios. Muitas perguntas nunca foram feitas (como por exemplo, se Deus existe, por que existe tanto mal no mundo?) e mesmo as que foram feitas nunca foram realmente respondidas. Quando esse jovem chega à faculdade suas convicções são testadas até o limite e muitas vezes esse limite é pequeno. “Pai, mãe, eu não acredito mais que Deus existe.” Isso é mais comum do que a gente imagina.
Por isso eu sou a favor de treinarmos os nossos jovens para prepara-los para esses momentos. Não apenas ensiná-los, mas treiná-los como fazemos no Muay Thai. O professor ensina um golpe ai você vai lá e faz. Depois você vai fazer esse golpe combinado com outros. Depois vai fazer contra um aluno mais graduado que você para pegar agilidade, força e coloca-lo em uma situação mais próxima possível da realidade. É assim que eu encaro o treinamento em apologética de nossos jovens. Mas estamos longe disso.
O segundo motivo que eu gostei do filme é que o aluno que defende a existência de Deus usou os três argumentos clássicos de um curso de apologética: o argumento cosmológico, o argumento teleológico e o argumentomoral (clique nos links para ver o Dr. William Lane Craig explicando rapidamente cada um). Apesar de só tocar superficialmente cada argumento, foi bem legal vê-los em um filme. Foi mais legal ainda ver uma citação de John Lennox destruindo um argumento bem fraquinho de Stephen Hawking. E ele ainda fecha com um pouquinho de apologética pressuposicional, quando faz o professor admitir que ele odeia aquilo que diz não existir. É como eu falo sempre, o lema do ateu é “Deus não existe e eu O odeio”.
Se você não assistiu ao filme, recomendo que o faça.

Você está pronto para defender sua fé? E se fosse você na sala de aula? E se fosse seu filho? Seus jovens do grupo da igreja? O que vamos fazer? Vamos deixa-los à mercê dos assaltos intelectuais ou vamos treiná-los para apresentar o cristianismo verdadeiro também no ambiente universitário? Essa é uma luta que não podemos abandonar.

Posted on Sunday, August 02, 2015 by Maurilo e Vivian

No comments

Saturday, August 01, 2015



Hoje fizemos evangelismo no Bosque Maia em Guarulhos. Foi bom. Muito bom na verdade. Tivemos algumas conversas interessantes. Uma das conversas foi um exemplo clássico de evangelismo bíblico. Infelizmente não gravamos, mas já sabemos de um lugar bom para fazer isso. Em breve teremos vídeos de evangelismo para você ver como usar a Lei de forma efetiva.
Mas eu gostaria aqui de explicar como fizemos a abordagem. Tínhamos um plano. Nós ainda temos algumas das moedas da Living Waters com os 10 Mandamentos. Está em inglês, mas ainda assim chama a atenção (veja a imagem acima). Então, andando pelo lugar, procurávamos por pessoas sozinhas e que estivessem sentadas. Aí eu sentava do lado da pessoa e falava “Bom dia, tudo bem? Você já viu uma dessas?” Eu entregava a moeda e falava que era uma moeda com os 10 Mandamentos. “Você se lembra de alguns dos Mandamentos?” E pronto, já havíamos entrado no sobrenatural.
Daí para frente a conversa segue naturalmente. “Você acredita que existe um céu e um inferno? Para onde você iria? Vamos fazer um teste para ver como você se sai quando comparado com os 10 Mandamentos?” Deus abençoou e as conversas foram muito estimulantes.
Queremos fazer evangelismo pelo menos uma vez por mês e vamos anunciar aqui no blog para que você também possa participar se quiser.
Mas mesmo que não venha com a gente, eu quero te desafiar a fazer evangelismo onde você está. Ore em relação a isso. Peça a Deus para que ele te envie as pessoas, que prepare o coração delas. Peça que ele te dê coragem. Leia Provérbios 28.1. Tenha um plano de abordagem. E vá para a rua. Tenho certeza que Deus irá te abençoar. É impossível Deus não querer que você evangelize.

Vá e compartilhe sua fé.

Posted on Saturday, August 01, 2015 by Maurilo e Vivian

No comments

Tuesday, July 28, 2015


As pessoas muitas vezes me perguntam como responder a aqueles que são homossexuais e ainda assim se consideram cristãos. Enquanto um fornicador, um homossexual, um adúltero, um ladrão e um mentiroso podem se tornar um cristão, é importante entender que eles não podem continuar em seus pecados. Se alguém assim o faz, ele está fazendo de conta que é cristão (um hipócrita). Para ser cristão, você precisa se afastar de seu estilo de vida pecaminoso, comumente conhecido como “arrependimento”.
Então, como você diz isso para alguém sem ofendê-lo? Eu evangelizaria a pessoa usando a Lei de Deus (os Dez Mandamentos). Eu não mencionaria o homossexualismo até que ele fique humilde e o pecado seja visto em sua verdadeira luz. Existe uma ótima razão para isso. Nenhuma pessoa orgulhosa pode ver a natureza de seu próprio pecado. Ele está cego por seu próprio orgulho. Se você já fez aconselhamento conjugal, você sabe que isso é verdade. Se não existe humildade, não haverá abertura para a razão. Então a Lei deve ser usada para humilhar o coração humano, mostrar a verdadeira luz do pecado e esperamos mostrar para a pessoa o seu erro e o grande perigo.


Ray Comfort, The Evidence Bible, comentário sobre 1 Coríntios 6.9-11, página 1639.

Posted on Tuesday, July 28, 2015 by Maurilo e Vivian

No comments

Monday, July 27, 2015

segundas com termos da teologia hoje agostinho



carismático, movimento carismático:

Carismático significa literalmente algo relacionado aos charismata, "dons" do Espírito Santo, conforme delineados em vários textos paulinos. Em sentido geral, todo aquele que faz parte do corpo de Cristo, a igreja, e exercita qualquer um dos dons do Espírito pode ser denominado carismático. Entretanto, em meados do século XX, surgiu um movimento que realçava a prática dos dons "miraculosos" (como falar em línguas, cura e operação de milagres) e o "batismo do Espírito"como experiência posterior à CONVERSÃO". Embora o movimento carismático tenha começado num ambiente protestante histórico, rapidamente se tornou um fenômeno interdenominacional influenciando quase todas as ramificações do cristianismo, incluindo-se a IGREJA CATÓLICA ROMANA e de forma mais restrita  a ORTODOXIA ORIENTAL. (No Brasil o termo passou a ser muito relacionado com os católicos, com a sua "renovação católica carismática").

Fonte: Dicionário de Teologia, edição de bolso. Ed. Vida.

Posted on Monday, July 27, 2015 by Maurilo e Vivian

No comments

Sunday, July 26, 2015


Tradução: Emerson de Oliveira

(Normalmente eu não publico texto de outros blogs. Prefiro colocar um link para o texto, mas eu estava traduzindo esse texto para colocar aqui no Pés Descalços e descobri que já havia sido traduzido. Então, como o tradutor já havia autorizado a divulgação, resolvi postar)

A comunidade homossexual levantou o argumento de que a palavra homossexual nunca ocorreu no Bíblia (inglesa) até 1946 tentando, assim, demonstrar que a homossexualidade não é errada mas que os cristãos traduziram a Bíblia para adaptá-la às suas necessidades. Considere esta citação de um site pró-homossexual.
“A palavra “homossexual” não aparece em nenhuma tradução da Bíblia cristã até 1946. Há palavras em grego para atividades sexuais do mesmo sexo, mas elas nunca aparecem no texto original do Novo Testamento.” (Http://www.pflagupstatesc.org/statistics.htm)

Este site gay apresenta alegações semelhantes:

Não há, na Bíblia, nenhuma só vez as palavras homossexual, lésbica ou homossexualidade. Todas as Bíblias que empregam estas expressões estão erradas e mal traduzidas. A palavra homossexual só foi criada em 1869, reunindo duas raízes linguísticas: Homo (do Grego, significando “igual”) e Sexual (do latim). Portanto, como a Bíblia foi escrita entre 2 e 4 mil anos atrás, não poderiam os escritores sagrados terem usado uma palavra inventada só no século passado. Elementar, irmão! (http://www.ggb.org.br/cristao.html)

Mas, temos que reconhecer que você não traduz uma palavra do hebraico e grego para o português, se não houver equivalente em português. Assim, usar o termo “homossexual” na Bíblia não poderia ter ocorrido após a palavra entrasse no vocabulário português (em português, esta palavra começou a ser usada em 1899, de acordo com Cândido de Figueiredo, em “Novo Diccionário da Língua Portuguesa”. Lisboa, 1899

Então, quando é que o termo “homossexual” entrou no vocabulário inglês?

“Em inglês, a palavra homossexual foi usada pela primeira vez em 1892 na tradução em Inglês de “sexualis Psychopathia”, de Krafft-Ebing , que é uma obra de referência, em alemão, de perversões sexuais. Ela apareceu pela primeira vez em 1886 e foi muito popular, sendo reimpressa cerca de uma vez em um ano!” (http://wiki.answers.com/Q/What_year_did_homosexual_become_a_word)
“Homossexual (adj.) 1892, na tradução de CG Chaddock de “Psychopathia Sexualis” de Krafft-Ebing, do alemão Homossexual, homosexuale (em 1880, em Gustav Jäger), de homo-, forma combinada do termo grego homo “mesmo” (ver homo-(1)) + o termo sexual em latim. “Homossexual” é uma palavra barbaramente híbrida, e não afirmo nenhuma responsabilidade por isso. É, no entanto, conveniente, e agora amplamente utilizada.  Tem se sugerido a palavra “homogênico”. O termo “inversão sexual’ (1883) [H. Havelock Ellis, “Estudos em Psicologia”, 1897]  foi  um termo clínico para isto em inglês. O substantivo está registrado de 1895. Em uso técnico, seja masculino ou feminino; mas em uso não técnico quase sempre para se referir ao sexo masculino. A forma abreviada de homo apareceu pela primeira vez em 1929. ” (http://www.etymonline.com/index.php?allowed_in_frame=0&search=homosexuality&searchmode=none)
Ok, então isso explica quando a palavra entrou no nosso vocabulário. Desde 1892 (e 1899, em português), levaria algum tempo, em uma sociedade menos avançada tecnologicamente do que hoje, para que a palavra fosse disseminada por toda a população e aparecesse em várias formas de literatura. Isso explicaria por que o termo “homossexual” não apareceu na Bíblia até 1946. Mas, a Bíblia ensina contra o conceito de homossexualidade? Para isso, vamos dar uma olhada nas traduções inglesas que usam o termo, e, em seguida, vamos examinar a língua original.

O que a Bíblia diz?
Os lugares onde a palavra “homossexual” ocorre (em inglês) na Bíblia são encontradas em dois versos:

1 Cor. 6,9: “Ou não sabeis que os injustos não herdarão o reino de Deus Não vos enganeis: nem os devassos, nem os idólatras, nem os adúlteros, nem os efeminados, nem os homossexuais, nem os ladrões, nem o avarentos, nem bêbados, nem maldizentes, nem os roubadores, herdarão o reino de Deus.” (NASB, ESV, NVI),
1 Tm. 1,10, “Perceber o fato de que a lei não é feita para o justo, mas para os que estão sem lei e rebeldes, para os ímpios e pecadores, para os ímpios e profanos, para os que matam seus pais ou mães, para assassinos, homens imorais  e homossexuais, sequestradores e mentirosos e perjuros, e tudo que for contrário à sã doutrina, segundo o evangelho da glória do Deus bendito, que me foi confiado. “(NASB, ESV)
Em cada caso, a palavra grega usada para “homossexual” é ἀρσενοκοίτης, arsenokoites. Aqui está o que isso significa de acordo com dicionários gregos:

ἀρσενοκοίτης arsenokoites; gen. arsenokoítou, masc. substantivo, de ársen (730), homem e koite (2845), cama. Um homem que dorme na cama com outro homem, homossexual (1Cor. 6,9; 1 Tm. 1,10 [Cf. Lev. 18,22; Roma. 1,27]). Zodhiates, S. (2000). Dicionário completo de estudo das palavras: Novo Testamento (electronic ed.). Chattanooga, TN: AMG Publishers.
88,280 ἀρσενοκοίτης, ου m: ‘homossexual’, um parceiro masculino em relação homossexual – οὐκ οἴδατε ὅτι … οὔτε μοιχοὶ οὔτε μαλακοὶ οὔτε ἀρσενοκοῖται … βασιλείαν θεοῦ κληρονομήσουσιν’ você não sabe que … nem adúlteros ou homossexuais … receberão o reino de Deus’ 1 Cor 6,9–10. É possível que em certos contextos ἀρσενοκοίτης refere-se ao parceiro ativo na relação homossexual em contraste com μαλακόςb, o parceiro masculino passivo (88,281). Louw, J. P., & Nida, E. A. (1996). Léxico Grego-Inglês do Novo Testamento: Baseado em domínios semânticos (edição eletrônica da 2 ª edição..). New York: United Bible Societies.
ἀρσενοκοίτης (arsenokoites), ου (UO), ὁ (ho):. n.masc; ≡ Str. 733-LN 88,280 homossexual masculino, aquele que toma o papel masculino ativo na relação homossexual (1 Coríntios 6,9), Especificamente interpretado como pedofilia homossexual masculino (nota nab), possivelmente um termo mais genérico no primeiro Timothy; sodomitas (RSV, NVI, NVI), pervertidos (NVI, Neb, reb), praticando os homossexuais (NAB), homossexual (BJ) , (1 Timóteo 1:10+), Nota: traduções, possivelmente, usar certos termos específicos para inferir ou permitir certas teologias. Swanson, J. (1997). Dicionário de Línguas Bíblicas com domínios semânticos: Grego (Novo Testamento) (electronic ed.). Oak Harbor: Logos Research Systems, Inc.
ἀρσενοκοίτης, ου, ὁ um macho adulto que pratica relações sexuais com outro homem adulto ou um homossexual menino, sodomita, pederasta Friberg, T., Friberg, B., & Miller, NF (2000). Vol. 4: léxico analítico do Novo Testamento grego. Biblioteca Novo Testamento grego de Baker. Grand Rapids, Michigan: Baker Books.
 A  palavra efeminado (malakos)  significa literalmente aqueles que são suaves e femininos; aqueles que perderam sua virilidade e que vivem na luxúria de prazeres recônditos; a palavra descreve o que só podemos chamar enlameado no vício no qual o homem perdeu todo seu poder de resistência. Quando Ulisses e seus marinheiros chegaram à ilha de Circe atracaram à terra na qual crescia a flor de lótus. Aquele que comia  dessa  flor  se  esquecia  de  seu  lar  e  de  seus  seres  queridos  e desejava  viver  para  sempre  nessa  terra  na  qual  “era  sempre  de  tarde”. Perdiam o gozo severo que provém de “remontar as ondas”. O efeminado deseja a vida na qual é sempre de tarde.- Comentário de 1Cor. 6,9, de William Barclay.
O melhor é usar uma palavra em português que retrate fielmente o original. Agora que temos uma palavra mais exata e precisa para se usar, tornou-se a palavra de escolha.

Vamos dar uma olhada no dicionário Merriam-Webster, 11 ª ed. Springfield, Mass, 2003:

homosexoual \ ˌ Ho-mə-sek-sh (ə-) wəl,-sek-shəl \ adj 1892 1: de, relativo a, ou caracterizado por uma tendência a dirigir o desejo sexual para outra do mesmo sexo 2: de, relativo a, ou envolvendo relações sexuais entre pessoas do mesmo sexo – homossexualidade, adv.


Portanto, é fácil ver por que a palavra “homossexual” não foi usada até posteriores traduções para o português (e inglês). Como existe uma palavra em português mais precisa, foi combinada com a palavra grega correspondente. A prática homossexual ainda é considerada como pecado, de acordo com a Bíblia.

Posted on Sunday, July 26, 2015 by Maurilo e Vivian

No comments

Saturday, July 25, 2015


Essa semana eu publiquei um texto sobre memorização doslivros da Bíblia.
Depois disso fiquei pensando sobre o quanto nós realmente conhecemos a Bíblia. Não estou me referindo ao conteúdo bíblico em si. Pesquisas indicam que apenas 19% das pessoas que frequentam igrejas nos EUA leem suas Bíblias todos os dias (18% falaram que nunca leem suas Bíblias fora do culto público!!!!). Eu me refiro a todas as outras coisas que temos nas nossas Bíblias que são úteis ao entendimento do texto e crescimento espiritual. O quanto você conhece sua Bíblia?
Um amigo contou sobre uma entrevista de emprego para vendas. Em um determinado momento foi aplicado um teste de matemática e uma das questões era converter polegadas para centímetros (era uma vaga técnica), mas meu amigo não se lembrava do cálculo. Como essa era uma das questões eliminatórias, ele não conseguiu o emprego. Após sair da entrevista, ele abriu sua agenda de papel para ver o seu próximo compromisso e descobriu que na agenda tinha uma tabela ao final para conversão entre várias grandezas, incluindo polegadas e centímetros. Detalhe que a agenda estava ao seu lado durante todo o teste.
E acredito que fazemos isso com a Bíblia. Conhecemos muito pouco o texto que Deus nos enviou (nenhuma surpresa aqui quando mais de 80% não leem a Bíblia diariamente), mas também conhecemos pouco os comentários, tabelas, mapas e anotações de nossas Bíblias.
Mesmo as edições mais simples possuem várias informações. Uma NVI antiga que tenho tem anotações sobre traduções alternativas, textos que não estão nos manuscritos mais antigos, conversão de medidas, mapas, dicionários, planos de leitura bíblica e índice remissivo. E essa é uma das mais simples Bíblias de casa.
Então, se você não quer ser pego de surpresa como meu amigo, por favor, torne-se íntimo da sua Bíblia. Conheça cada pedacinho dela. Leia o texto. Leia os comentários. Leia as tabelas, mapas, anotações. Torne a Bíblia o mais íntimo dos seus livros.
Não caia no erro que o povo cometeu e Oséias anunciou:
Meu povo foi destruído por falta de conhecimento.
Oséias 4:6

O quanto você conhece sua Bíblia?

Posted on Saturday, July 25, 2015 by Maurilo e Vivian

No comments

Thursday, July 23, 2015


No final de semana passado tivemos o EncoJovem na nossa igreja. Foi um tempo muito bom com mensagens transformadoras (detalhe que, apesar de ser um congresso de jovens, o foco foi a Palavra e não a música). Ao final de umas das palestras, foi feita uma gincana com uma participante e uma das perguntas foi: qual é o décimo livro da Bíblia?
Se eu tivesse ido lá à frente, teria errado. Você sabe qual é? Bom, eu vou colocar a resposta ao final do texto.
Eu voltei pra casa pensando que precisava decorar a sequência dos livros da Bíblia. Não apenas para ganhar uma gincana (hei, os prêmios eram legais), mas especialmente para meu próprio crescimento espiritual. Saber onde cada livro está é uma boa forma de entender como o próprio Deus trabalhou na organização do texto.
Eu pesquisei alguns métodos (em inglês) e fiz uma adaptação que funciona pra mim. Devem existir alguns métodos já adaptados para o português, mas eu não conheço. Como esse funciona pra mim, vou ficar com ele.
Primeira coisa é saber quantos livros temos na Bíblia: 66 – 39 no Antigo Testamento, 27 no Novo Testamento. Um pouco de numerologia bíblica: 3 x 9 = 27; 2 + 7 = 9; 27 / 9 = 3. Sabe o que isso quer dizer? Absolutamente nada.

Novo Testamento.

Vou tentar criar uma história.
Em primeiro lugar, temos os Evangelistas: MMLJ.
M – Mateus; M – Marcos; L – Lucas; J – João.

Após o evangelho ser pregado, podemos dizer que recebemos um novo AR:
A – Atos; R – Romanos.

Esse novo AR nos faz Cristãos Conscientes, CC.
1 e 2 Coríntios.

Logo em seguida vemos que Giza Está Fazendo Crochê (GEFC):
G – Gálatas; E – Efésios; F – Filipenses; C – Colossenses.

Continuando, vamos canta “têtêtititi” (TTTTT):
1 e 2 Tessalonicenses, 1 e 2 Timóteo e Tito.

E algo feio aconteceu, Filemom Humilhou Tiago (FHT):
Filemom, Hebreus, Tiago.

E para terminar, Pedimos Jiló JÁ (PJJA)!
1 e 2 Pedro, 1, 2 e 3 João, Judas e Apocalipse.

Antigo Testamento.

Para facilitar a memorização, temos que lembrar a divisão do Antigo Testamento em sessões. São cinco sessões que seguem a seguinte numeração: 5, 12, 5, 5, 12.

5 Livros da Lei.
12 Livros Históricos.
5 Livros de Sabedoria.
5 Profetas Maiores
12 Profetas Menores.

Para lembrar os 5 livros da Lei, eu pensei na palavra GELaNDo.
Gênesis, Êxodo, Levítico, Números e Deuteronômio.

Para os 12 livros históricos, temos que nos lembrar que Josué Julga Rute, após isso 3 Pares em ordem contrária a alfabética e da letra N (ENE):
Josué, Juízes, Rute, 1 e 2 Samuel, 1 e 2 Reis, 1 e 2 Crônicas, Esdras, Neemias e Ester.

Para lembrar os 5 livros de sabedoria, cunhei a palavra JoSaPEC:
Jó, Salmos, Provérbios, Eclesiastes e Cânticos de Salomão.

Os 5 livros dos Profetas Maiores podem ficar na palavra IJeLED:
Isaías, Jeremias, Lamentações, Ezequiel e Daniel.

Agora vem a parte mais difícil pra mim. Os 12 Profetas Menores. Eles são menores não porque são menos importantes, mas porque escreveram bem menos. Bota menos nisso.

Para me lembrar dos quatro primeiros, eu sempre penso em chamar meu amigo João, mas de forma mais carinhosa: Oh JÃO!
Oséias, Joel, Amós e Obadias.

Depois, uma frase quase sem sentido, mas funcionou para mim:
Junta Muito Não, Hoje Só A Zuêra Manda!
Jonas, Miquéias, Naum, Habacuque, Sofonias, Ageu, Zacarias e Malaquias.

Ufa, depois de praticar algumas vezes, eu posso dizer que já sei a sequência de todos os livros da Bíblia. Se alguém me perguntar qual é o décimo livro da Bíblia, eu já vou saber que é 2 Samuel. Mas mais do que isso, saber como os livros se dispõe nas Escrituras me ajuda a entender como eles se relacionam o que acontece em cada um e onde encontrar aquilo que procuro. Quando mais íntimos nos tornamos das Escrituras, mais aprendemos sobre Deus e crescemos como cristãos.

Espero que doideira toda te ajude também, assim como me ajudou.

Posted on Thursday, July 23, 2015 by Maurilo e Vivian

No comments

Wednesday, July 22, 2015



Hoje eu estava lendo uma reportagem sobre as 150 coisas que preocupam as mentes mais inteligentes do mundo. É uma lista interessante. Uma boa parte respondeu a mesma coisa (que nos preocupamos demais). Mas uma grande maioria demonstrou alguma preocupação sobre a diminuição do papel da ciência na sociedade. Como vivemos em uma sociedade que pensa que a única forma de se conhecer a verdade é através da ciência e que boa parte dos entrevistados é cientista, faz sentido que se preocupem com o próprio quintal. Apenas um respondeu que se preocupa com a morte.
Ainda assim, nenhuma das mentes mais brilhantes do planeta expressou aquilo que deveria ser a preocupação de alguém realmente inteligente:
Pois, que adianta ao homem ganhar o mundo inteiro e perder a sua alma?
Marcos 8.36
Todos os dias mais de 150 mil pessoas morrem. Para onde elas vão? Qual é o destino eterno delas?
Por mais simples que seja essa pergunta, muitas pessoas se negam a fazê-la. Por mais inteligente que um homem seja, se ele acha que Deus não existe, que não terá que prestar contas de seus atos ao Criador de todo o universo, ele é um tolo. É assim que a Bíblia caracteriza quem nega a existência de Deus (Salmo 53.1).
Algum tempo atrás eu li um livro chamado The Making of an Atheist e a principal premissa do livro é que o ateísmo, a negação da existência de Deus, se deve muito mais a uma questão de vontade do que de racionalidade. As objeções do ateu à existência de Deus são anteriores ao exame das evidências. Ela é volitiva. Muitas vezes por amor ao pecado, por amor a continuar satisfazendo os desejos de nossa carne. Uma pessoa inteligente consegue ligar os pontos. Se existe um Deus criador de todas as coisas, que ordena o universo, que é a fonte para a existência da moralidade, então eu tenho que me submeter a Ele, pois sei que terei que prestar contas de todas as coisas.
Como esse pensamento é forte demais, muitos preferem seguir o caminho da irracionalidade, negando os mais básicos princípios do raciocínio (por exemplo, que tudo veio do nada) até que tenham suprimido a verdade em injustiça (Rom 1.18). Depois de um tempo, nem eles percebem que estão nesse caminho. E toda sua argumentação é apenas para continuar justificando seu pensamento.

Portanto, nem juntando as 150 mais brilhantes mentes do planeta foi possível ao homem fazer a pergunta certa. É o preço de vivermos em um mundo decaído.

Posted on Wednesday, July 22, 2015 by Maurilo e Vivian

No comments

Monday, July 20, 2015

segundas com termos da teologia hoje agostinho



Cânon:

Literalmente significa "padrão"ou "regra", mas o termo está mais associado à coletânea de livros que a igreja reconheceu como Palavra de Deus escrita (Escrituras), que faz o papel de regra ou padrão de fé e prática. Embora as várias traduções cristãs não concordem plenamente sobre quais livros devam compor as Escrituras, pelo menos todos concordam em que os 66 livros da Bíblia protestante são canônicos, tendo, portante, autoridade.

Fonte: Dicionário de Teologia, edição de bolso. Ed. Vida.

Posted on Monday, July 20, 2015 by Maurilo e Vivian

No comments

Sunday, July 19, 2015



Essa semana recebi com muita alegria meu diploma da School of Biblical Evangelism (Escola de Evangelismo Bíblico).
Eu já queria fazer esse curso faz mais de ano, mas nunca tinha encontrado tempo. Esse ano ele entrou como um prioridade. Estou muito, muito feliz!
Junto ao diploma, ganhei também uma Evidence Bible, a versão original da Bíblia Evangelismo em Ação, da Editora Vida.
Agora é pé na rua e evangelismo! E já estamos organizando um no sábado dia 25 de Julho aqui em Guarulhos. Quem quer participar?

Posted on Sunday, July 19, 2015 by Maurilo e Vivian

No comments

Saturday, July 11, 2015


Essa semana li um livro muito bom chamado Plantar Igrejas é para os Fracos de Mike McKinley, da Editora Fiel. Ele faz parte da séria 9 Marcas.
Já comecei falando que o livro é bom e o principal motivo é que o autor é sincero. Diferentemente de alguns livros sobre assunto (eu tenho um especial carinho por plantação de igrejas, logo após evangelismo) ele mostra tudo o que pode dar errado, todos os pensamentos que podem prejudicar o plantador de igreja e inclusive como podemos cair em pecados que nem esperávamos durante o processo. O capítulo onde ele conta como quase destruiu o seu casamento enquanto tentava ressuscitar a igreja é bem interessante. Um ótimo alerta.
Quando comecei a ler o livro, fiquei desapontado num primeiro momento porque ele não plantou uma igreja do zero, mas começou com uma igreja que já existia, mas estava morta. Era uma igreja batista antiga, que havia sido largada pelos pastores anteriores e estava abandonada, tanto fisicamente quanto espiritualmente. Mas aos poucos eu percebi que vários dos desafios que ele enfrentou ressuscitando essa igreja também se aplicariam caso estivesse iniciando uma igreja.
Algo que chama a atenção é que ele define bem o foco do pastor na plantação da igreja: pregação da Palavra. Essa é a principal prioridade nesse trabalho. Todo o resto fica subordinado a isso. Isso me lembrou do texto de Oséias 4.6 que diz “meu povo foi destruído por falta de conhecimento”. Faz muito sentido.
Outro ponto de atenção é a unidade na diversidade. Por diversidade ele diz que procurou plantar uma igreja que possuía pessoas de diferentes idades, de diferentes gostos musicais, de diferentes nacionalidades (eles possuem uma igreja hispânica dentro da igreja de fala inglesa) e mesmo de diferentes posturas teológicas, em questões não centrais. Assim cumpre-se aquilo que Paulo disse em 1 Co 9.22 “tornei-me tudo para com todos”.
Ao final do livro tem um memorando sobre a plantação dessa igreja, redigido pelo próprio Mark Dever para os presbíteros da Capitol Hill Baptist Church que é muito útil como exemplo para ser usado em outras igrejas.

Se você se interessa por plantação de igreja, esse é um livro que tem que estar na sua coleção.

Posted on Saturday, July 11, 2015 by Maurilo e Vivian

No comments

Friday, July 10, 2015


Encontrei a seguinte citação no livro Teologia, do Alister McGrath. Na página 206 (de um calhamaço de 660 páginas) é reproduzido o texto que o rei James I da Inglaterra, aquele mesmo da Bíblia, escreveu para seu filho no livro Basilikon Doron. Pelo jeito o rei entendia muito bem a relação entre Lei e Graça. Bem mais do que a igreja dos nossos dias.


Toda a Bíblia é ditada pelo Espírito de Deus para, dessa maneira (assim como por meio de sua palavra viva), instruir e governar toda a igreja em ação, até os confins do mundo. Ela compõe-se de duas partes, os Antigo e Novo Testamentos. A base do Antigo Testamento é a Lei, que expõe nosso pecado e traz em si a justiça. A base do Novo Testamento é Cristo, aquele que perdoando os pecados, encerra em si a graça. A síntese da lei são os Dez Mandamentos, mostrados de forma mais detalhada na Lei e interpretados pelos Profetas: por intermédio de suas histórias são apresentados exemplos de obediência ou desobediência aos mandamentos e qual praemium ou poena era, consequentemente, atribuído por Deus. Contudo, tendo em vista que homem algum foi capaz de cumprir a Lei, nem sequer uma parte dela, aprouve a Deus, em sua infinita bondade e sabedoria, enviar seu próprio Filho como um de nós, segundo a nossa natureza, para alcançar sua justiça mediante o sacrifício de seu Filho por nós: para que, uma vez que não pudemos ser salvos por nossas obras, pudéssemos ser (ao menos) salvos pela fé. Portanto, a base da Lei da Graça encontra-se nas histórias do nascimento, vida, morte e ressurreição de Cristo.

Posted on Friday, July 10, 2015 by Maurilo e Vivian

No comments

Thursday, July 09, 2015


Quando eu me casei, eu queria que todo mundo soubesse.
Quando nós nos tornamos cristãos, Jesus quer todo mundo saiba. Imagine se a pessoa que você vai se casar não quisesse declarar seu amor por você em público, ou apenas não gastasse tempo com isso? O seu Noivo chamou você para publicamente declarar seu amor por Ele no batismo. Jesus disse: “se você me ama, guarde meus mandamentos”.

 Kirk Cameron

Posted on Thursday, July 09, 2015 by Maurilo e Vivian

No comments

Tuesday, July 07, 2015

Não enche - salmo 129.7 As palavras na Bíblia possuem um significado. Não as use fora de contexto.

É como diz o ditado: um texto fora de contexto cria um pretexto.

Posted on Tuesday, July 07, 2015 by Maurilo e Vivian

No comments

Monday, July 06, 2015

segundas com termos da teologia hoje agostinho



Calvinismo, João Calvino:

Sistema teológico originado na obra de João Calvino, um dos grandes teólogos e estudiosos da Reforma (1509-1564). No cerne do pensamento de Calvino, sobretudo como se vê em suas Institutas da religião cristã, está a soberania de Deus. O calvinismo tornou-s (1618-1619) estabeleceu o que se tornou a súmula modelas dos princípios mais importantes do Calvinismo. São eles: DEPRAVAÇÃO TOTAL, ELEIÇÃO INCONDICIONAL, EXPIAÇÃO LIMITADA, GRAÇA IRRESISTÍVEL e PERSEVERANÇA DOS SANTOS. V. tb ARMINIANISMO E ARMÍNIO.

Fonte: Dicionário de Teologia, edição de bolso. Ed. Vida.

Posted on Monday, July 06, 2015 by Maurilo e Vivian

No comments

Saturday, July 04, 2015



[6/7/2015 - Conseguimos colocar o vídeo de volta, mas através de um link da Living Waters Down Under. Por enquanto esse ainda não foi retirado. Assistam enquanto é possível]

[5/7/2015 - Hoje o YouTube retirou o trailer do Audacity do ar. Aqueles que pedem tolerância não toleram os que discordam deles. O trailer não tem absolutamente nada de ofensivo. Assim que tivermos mais novidades, avisamos por aqui.]

Desde alguns anos atrás, nós temos trabalhado como voluntários na tradução de material da Living Waters, do evangelista Ray Comfort.
Semana passada, eles lançaram o grande filme Audacity, que trata da questão homossexual. Se você já assistiu 180 e Evolução X Deus, você já sabe o que esperar.
Assistimos o vídeo no mesmo dia de lançamento. Muito bom.
Estamos aguardando a transcrição em inglês das legendas para traduzi-lo para português. Esperamos ter a tradução pronta para o lançamento do vídeo no YouTube em agosto.
Até lá, fizemos a legenda do trailer que está no canal do YouTube da LW.
E você? Está pronto para compartilhar sua fé com os homossexuais? Lembre-se que o amor não pode se calar.
(Não se esqueça de selecionar closed caption CC no player)

Posted on Saturday, July 04, 2015 by Maurilo e Vivian

1 comment



Conheça a Sociedade dos Pescadores sem Peixe. Veja se você faz parte dela.
(Para assistir ao vídeo, clique em closed caption "CC" e escolha o idioma, Portuguese, Brazilian)

Posted on Saturday, July 04, 2015 by Maurilo e Vivian

No comments

Friday, July 03, 2015



Nosso primeiro vídeo! Nele, eu falo um pouco sobre como ir dos assuntos naturais para os sobrenaturais no evangelismo.
Usamos o exemplo de Jesus e mostramos na prática o que fazer com algumas sugestões.
Assista, comente e compartilhe. Esperamos que seja útil pra você.

Posted on Friday, July 03, 2015 by Maurilo e Vivian

No comments

Thursday, July 02, 2015



Observe os passos para cultivar um verdadeiro estilo de vida evangelístico:
  1. Ore a Deus que faça de você um instrumento para alcançar os perdidos.
  2. Peça sabedoria para  utilizar  seu tempo de forma efetiva no evangelismo. Considere cada dia como sua última oportunidade para compartilhar as boas-novas de Cristo.
  3. Estude para aprender a responder a cada homem que pedir a razão de sua esperança (1 Pe 3.15; v Pv 16.23).
  4. Descubra um bom "local de pesca" e vá para  lá com regularidade. Não espere dos não salvos a iniciativa de vir até onde você está; vá até eles (v. Mc 16.15).
  5. Utilize cada ansiedade sua como uma forma de reforçar seu relacionamento com Deus, por meio da oração e da confiança em Deus. Não deixe que o temor de homens o paralise (cf. Fp 1.28). Você só descobrirá a natureza espiritual do medo depois de vencê-lo. Enfrente o medo com a Palavra de Deus - "Tudo posso naquele que me fortalece" (Fp 4.13).
  6. Estimule outras pessoas (pelo exemplo ou pela exortação) à tarefa de evangelizar.

Texto extraído da Bíblia Evangelismo em Ação, editada pelo Ray Comfort. Ed Vida, 2005, página 587.

Posted on Thursday, July 02, 2015 by Maurilo e Vivian

No comments

Wednesday, July 01, 2015



Para os evangélicos que estão lamentando a decisão da Suprema Corte (Americana) na última sexta-feira, os últimos dias têm sido difíceis. Não estamos pedindo dó emocional nem suspeito que muitas pessoas estão dispostas a oferecê-lo. Nossa dor não é sagrada. Tomar decisões legais e teológicas baseado naquilo que faz com que as pessoas se sintam melhores foi o que nos colocou nessa situação pra começo de conversa. Mesmo assim, ainda machuca.

São várias as razões para nossas lamentações, pelo medo que as liberdades religiosas sejam tiradas de nós até preocupações com ostracismo social e marginalização cultural. Mas de todas as coisas que nos afligem talvez o que esteja sendo mais difícil é ver alguns dos nossos amigos, alguns dos nossos familiares e algumas pessoas que sentamos ao lado na igreja dando um caloroso “amém” para uma prática que nós ainda consideramos pecado e uma decisão que acreditamos ser ruim para o país. Uma coisa é o país como um todo dar uma festa que nós, com consciência limpa não podemos participar. Outra coisa bem diferente olhar ao redor para encontrar faces amigas para nos lembrar de que não estamos sozinhos e então perceber que eles estão lá fora atolados na pista de dança. Nós pensávamos que o arco-íris era o símbolo de Deus (Gen. 9.8-17).

Se você se considera um cristão que acredita na Bíblia, um seguidor de Cristo cujo principal objetivo é glorificar a Deus e ter comunhão com Ele para sempre, existem perguntas importantes que eu espero que você considere antes de pegar sua bandeira e celebrar a revolução sexual. Essas perguntas não foram feitas para serem desagradáveis ou meramente retóricas. Elas são perguntas sinceras que eu espero que leve meus irmãos e irmãs com suas novas fotos de perfil com tema de arco-íris parar um pouco e pensar sobre a bandeira que estão levantando.

1. Por quanto tempo você tem acreditado que o casamento gay é algo que deve ser celebrado?

2. Quais versículos bíblicos te levaram a mudar de ideia?

3. Como você faria uma defesa a partir das Escrituras que a atividade sexual entre duas pessoas do mesmo sexo é uma benção que deve ser celebrada?

4. Quais versículos você usaria para mostrar que o casamento entre duas pessoas do mesmo sexo descreve adequadamente Cristo e a Igreja?

5. Você acredita que Jesus estaria de acordo com o comportamento homossexual entre dois adultos consentidos em um relacionamento compromissado?

6. Se sim, por que ele reafirmou a definição de Gênesis do casamento sendo entre um homem e uma mulher?

7. Quando Jesus falou contra porneia, que pecados você acha que ele tinha em mente?

8. Se o homossexualismo é um comportamento aceitável, como você entende a “mudança” pecaminosa que Paulo ressalta em Romanos 1?

9. Você acredita que passagens como 1 Coríntios 6.9 e Apocalipse 21.8 ensinam que a imoralidade sexual pode nos manter longe do céu?

10. Quais pecados sexuais você acreditam que os textos se referem?

11. Enquanto você pensa sobre a longa história da igreja e a desaprovação praticamente universal da atividade sexual entre pessoas do mesmo sexo, o que você acha que entende em relação a Bíblia que Agostinho, Calvino e Lutera falharam em entender?

12. Quais argumentos você usaria para explicar para os cristãos na África, Ásia e America do Sul que o entendimento deles do homossexualismo está biblicamente incorreto e que o seu novo entendimento do homossexualismo não é culturalmente condicionado?

13. Você acredita que Hillary Clinton e Barack Obama foram motivados por animosidade pessoal e intolerância quando eles, por quase todas suas vidas, definiram casamento como um relacionamento de aliança entre um homem e uma mulher?

14. Você acredita que as crianças estão melhores com uma mãe e um pai?

15. Se não, qual pesquisa você apontaria para dar sustentação para essa conclusão?

16. Se sim, a igreja ou o Estado possuem algum papel a desempenhar em promover ou privilegiar a condição que coloca uma criança com uma mamãe e um papai?

17. Por acaso o fim e o propósito do casamento apontam para algo mais do que a realização emocional e sexual do adulto?

18. Como você definiria casamento?

19. Você acredita que parentes próximos deveriam ter o direito de se casar?

20. O casamento deveria ser limitado a apenas duas pessoas?

21. Com qual embasamento, se houver algum, você impediria adultos consentidos de qualquer tipo de relacionamento ou qualquer número de pessoas de se casarem?

22. Deveria haver uma idade mínima nesse país para se obter uma certidão de casamento?

23. Por acaso igualdade exige que qualquer um que queira se casar possa ter um relacionamento significativo definido como casamento?

24. Se não, por quê?

25. Os seus irmão e irmãos em Cristo que discordam com a prática homossexual deveriam ter a liberdade de exercer suas crenças religiosas sem medo de punição, retribuição ou coação?

26. Você irá defender seus companheiros cristãos quando seus empregos, filiação, reputação e sua liberdade foram ameaçados por causa desse assunto?

27. Você irá se posicionar contra a vergonha e intimidação de todo tipo, seja contra gays ou contra lésbicas ou contra evangélicos e católicos?

28. Já que a igreja evangélica tem geralmente falhado em levar a sério divórcio não bíblico e pecados sexuais, quais passos você tomaria para garantir que os casamentos gays sejam saudáveis e de acordo com os princípios das Escrituras?

29. Casais gays em relacionamentos abertos deveriam estar sujeitos à disciplina da igreja?

30. É pecado para as pessoas LGBT se envolverem em atividades sexuais fora do casamento?

31. O que igrejas abertas e afirmativas (do casamento gay) farão para falar profeticamente contra divórcio, fornicação, pornografia e adultério toda vez que os encontrarem?

32. Se “o amor vence”, como você define amor?

33. Quais versículos você usaria para estabelecer essa definição?

34. Como a obediência aos mandamentos de Deus modela nosso entendimento de amor?

35. Você acredita que é possível amar alguém e discordar com importantes decisões que elas tomam?

36. Se apoiar o casamento gay é uma mudança pra você, mais alguma coisa mudou no seu entendimento da fé?

37. Como evangélico, como o seu apoio ao casamento gay ajudou a se tornar mais apaixonado pelas distinções tradicionais evangélicas como o foco em ser nascido de novo, total confiabilidade da Bíblia e a urgente necessidade de evangelizar o perdido?

38. Quais igrejas abertas e afirmativas você nos mostraria onde as pessoas estão sendo convertidas ao cristianismo ortodoxo, pecadores sendo advertidos do julgamento e chamados ao arrependimento e missionários enviados para plantar igrejas entre os povos não alcançados?

39. Você espera ser mais comprometido com a igreja, mais comprometido com Cristo e mais comprometido com a Bíblia nos anos que estão pela frente?

40. Quando Paul no final de Romanos 1 repreende “as pessoas que praticam tais coisas” e aqueles que “também aprovam aqueles que as praticam”, qual pecado você acha que ele tinha em mente?

Alimento para o pensamento, eu espero. No mínimo algo para mastigar antes de engolir qualquer coisa que o mundo e o Facebook colocam nos nossos pratos.

Posted on Wednesday, July 01, 2015 by Maurilo e Vivian

No comments


O ator Kirk Cameron, famoso pela série Growing Pains e pelos filmes Deixados para Trás tem um importante mensagem pra você.
Se você não tem certeza de onde vai se você morresse agora, preste muita atenção. Sua vida depende disso.
E se você já tem a segurança da salvação em Jesus Cristo, aprenda com ele como compartilhar sua fé de forma clara, bíblica e efetiva.

Posted on Wednesday, July 01, 2015 by Maurilo e Vivian

No comments

Monday, June 29, 2015



É com muita alegria que informamos que o site Evangelismo Bíblico já está no ar!
Acesse, participe, aprenda, comente e divulgue.
Em breve teremos muito mais material por lá!

Posted on Monday, June 29, 2015 by Maurilo e Vivian

No comments

Friday, June 26, 2015




Homossexualismo não é o único pecado mencionado em 1 Coríntios 6.9-10.

Vocês não sabem que os perversos não herdarão o Reino de Deus? Não se deixem enganar: nem imorais, nem idólatras, nem adúlteros, nem homossexuais passivos ou ativos, nem ladrões, nem avarentos, nem alcoólatras, nem caluniadores, nem trapaceiros herdarão o Reino de Deus.

Não é o único pecado mencionado, mas é diferente de todo o resto, ao menos agora. Nesse momento da história, contrário a outros pecados listados aqui, homossexualismo é celebrado por nossa sociedade com entusiasmado pioneirismo. É visto como algo bom, como um novo marco do progresso.

Para reforçar, as massas cada vez mais não se sentem acanhadas  em relação ao pecado. Muitas pessoas são idólatras, sem mencionar aqueles que são sexualmente imorais, ou que cometem adultério, ou que roubam e que são gananciosas e se embebedam e caluniam os vizinhos e trapaceiam os outros. Acontece o tempo todo. E cada um desses pecados não arrependidos é o mesmo no sentido de julgamento de Deus. Todos merecem sua ira. E somos constantemente lembrados que “assim foram alguns de vocês” (1 Coríntios 6.11). Você na igreja.

A Respeito da Opinião Popular

Mas até onde eu saiba, nenhum desses pecados é aplaudido tão agressivamente por grupos inteiros de pessoas que defendem a sua normalidade. Imoralidade sexual não é mais a vanguarda do impulso progressista. Adultério ainda é desaprovado por muitos. Acusações de ganância ainda mancham a campanha política de um candidato. Roubo ainda não é abertamente adotado e não existe nenhuma iniciativa oficial dizendo que é certo pegar coisas que não pertencem a você. Não existe nada ainda como uma agenda dos bêbados. A maioria não tem orgulho de escolher uma bebida ao invés da estabilidade e não existe nenhuma petição para que o governo retire as restrições para dirigir de indivíduos embriagados. Caluniar pessoas ainda não é visto como o melhor jeito de ganhar amigos. Trapacear, especialmente no nível corporativo, normalmente leva a pessoa pra cadeia. De fato, a infraestrutura da economia americana depende, em alguma medida, em um desdém compartilhado pelos vigaristas coniventes.

Exceto talvez por fornicação, esses pecados ainda são visto em uma perspectiva bem negativa. Mas não a prática homossexual, não por aqueles que estão falando mais alto e possuem posições proeminentes. De acordo com o consenso emergente, homossexualismo é diferente.

O que Ser Contra

Como cristãos, nós acreditamos com grande sinceridade que a adoção de práticas homossexuais, juntamente com outros pecados, mantém as pessoas fora do reino de Deus. E se a nossa sociedade celebra isso, não dá pra ser amável e mesmo assim não dizer nada. Muita coisa está em jogo. Isso significa que é uma enorme simplificação dizer que os cristãos – ou evangélicos conservadores –são simplesmente contra o homossexualismo. Nós somos contra qualquer pecado que impede as pessoas de desfrutar da alegria eternal em Deus e a prática homossexual apenas recebe toda a atenção da mídia porque, nesse momento cultural, é o principal pecado que é tão recentemente endossado em nosso contexto pelos poderosos. Vamos torcer para que se houver uma nova agenda promovendo roubo – uma que diga que agora é nosso direito pegar qualquer coisa dos outros por quaisquer meios – que os cristão falem contra isso. A questão é pecado. É disso que somos contra. E é isso que deveria tornar a nossa voz tão única quando falamos nesse debate.

Alguns gostariam de ver toda essa questão do homossexualismo dividido em dois campos: aqueles que celebram e aqueles que odeiam. Ambos os grupos existem na nossa sociedade. Existe um número crescente, sob grande pressão social, que aplaudem o homossexualismo. Podemos chamá-los de esquerda. E existem pessoas que odeiam o homossexualismo, com o mais intolerante dos raciocínios e longe de qualquer preocupação cristã. Podemos chamá-los de direita.

Essas Palavras Gloriosas

O debate atual é afligido por essa lente binária. Os que estão à esquerda tentam aglomerar qualquer um que discorda com eles no lado direito. Se você não apoia, você odeia. Enquanto isso, aqueles à direita veem concordância e covardia em qualquer um que não fica vermelho de raiva e é militante. Se você não odeia, você apoia.

Mas os verdadeiros seguidores de Jesus não seguem em nenhum destes caminhos. Nós temos algo a dizer que ninguém mais está dizendo ou pode dizer.

Distanciando-nos tanto da esquerda quanto da direita, nós não celebramos a prática homossexual, nós reconhecemos a clara revelação de Deus que afirma que é pecado; e nós não odiamos aqueles que abraçam o homossexualismo, nós os amamos o suficiente para não colidir sob a pressão da  sociedade. Falamos a verdade em amor dentro dessa confusão, dizendo, simultaneamente, “é errado” e “eu amo você”. Não somos a esquerda, falamos isso é errado. Não somos a direita, falamos você é amado. Falamos as boas novas, com as mais doces, profundas e gloriosas palavras da cruz – as mesmas palavras que Deus falou para nós – “você está errado e você é amado”.

Deus nos diz que estamos errados, que o salário do pecado é a morte, que a rebelião não arrependida traz julgamento, que o nosso resgate exigiu a maldita morte de seu Filho (Rom 3.23; João 3.36; Gal 3.13). E Deus nos diz que somos amados, que mesmo enquanto éramos pecadores, Jesus morreu por nós, que enquanto ainda éramos ímpios, Jesus sofreu em nosso lugar, que apesar de estarmos destinados à ira, Jesus nos convida em sua glória (Rom 5.8; 1 Pedro 3.18; Efe 2.1-7).

Onde o Evangelho Brilha

Você está errado e você é amado – essa é a voz única ao cristão. É isso que nós dizemos, falando da nossa experiência, como Tim Keller coloca tão bem, “nós éramos piores do que jamais imaginamos e muito mais amados do que jamais pudéssemos sonhar”.

Essa é a nossa mensagem nesse debate, quando a elite da sociedade nos despreza, quando as canções populares nos vilipendiam, quando ninguém tem mais nada a dizer fora dos dois extremos, nós temos essa oportunidade incomparável para deixar o evangelho brilhar, para alcança-los em graça: você está errado e você é amado. Temos que dizer isso.

Por isso o homossexualismo não é como os outros pecados. 

Posted on Friday, June 26, 2015 by Maurilo e Vivian

No comments

Thursday, June 25, 2015


Ontem morreu o cantor Cristiano Araújo e sua namorada Allana de Moraes.
A nação está chocada porque alguém tão jovem, que estava em ascensão na carreira morreu. Uma morte violenta. Além disso, sua namorada morreu com ele. Dois jovens, bonitos, ricos, quem poderia pensar que suas vidas promissoras terminariam dessa forma?
Existe uma comoção nacional. As pessoas estão pensando na brevidade da vida. A nenhum de nós é garantido um único minuto nessa vida. Todos nós podemos morrer a qualquer segundo. E devemos lembrar as pessoas disso.
Em momentos como esse é muito fácil começar conversas sobre assuntos espirituais. Podemos dizer, por exemplo, “puxa, fiquei muito comovido com a morte do cantor e isso me faz pensar como a vida é frágil. Tudo pode acabar num piscar de olhos. Você pensa sobre essas coisas? Para onde você acha que as pessoas vão quando elas morrem”? Pronto, uma conversa evangelística já foi criada.
Não desperdice a morte desses dois jovens.
Temos um grupo do WhatsApp com o pessoal da academia. Uma pessoa do grupo quis compartilhar fotos dos corpos do cantor e sua namorada. A Vivian rapidamente foi contra, em respeito às famílias, perguntando como os pais deles se sentiriam se alguém compartilhasse fotos dos corpos no local do acidente. Rapidamente, ela disse que é triste ver gente tão jovem morrer assim e isso nos faz refletir para onde iremos depois de tudo isso e fez a pergunta “se houver céu ou inferno, para onde vocês acham que vão” e começou a compartilhar o evangelho. As pessoas interagiram, responderam as perguntas dela. De uma só tacada ela evangelizou pelo menos 10 pessoas ao mesmo tempo. Praticamente uma pregação ao ar livre, virtual.
Não deixe essa oportunidade passar. Não se concentre em compartilhar as fotos dos corpos no local do acidente, ou no necrotério, ou criticando ou elogiando a música. Aproveite a comoção e faça todo mundo se lembrar que existe uma estatística infalível: 10 em cada 10 pessoas morrem. E todos vamos nos apresentar perante Deus no dia do julgamento final. Quem está preparado para escapar da ira vindoura?
O amor não pode se calar. Especialmente em momentos de tão grande comoção.

Não desperdice a morte de Cristiano e Allana.

Posted on Thursday, June 25, 2015 by Maurilo e Vivian

No comments

Wednesday, June 24, 2015


O Facebook é um bom lugar para ver algumas pérolas emergindo do oceano web. Uma dessas que eu vi hoje foi o artigo “10 vezes em que pastores quebraram os 10 mandamentos”. Não resisti e dei uma olhada no artigo.
O objetivo do artigo é mostrar que mesmo aqueles que dizem basear suas decisões na Bíblia violam os 10 Mandamentos. E ele pega aquilo que existe de pior no meio evangélico e coloca como exemplo de pastores violando os 10 Mandamentos.
Não quero fazer nenhuma defesa dos pastores ali, até porque não cabe. Eles são todos culpados de violá-los, mas quero destacar algumas coisas que me chamaram a atenção.
Primeiro, a interpretação que o autor tem dos Mandamentos. Por exemplo, quando ele cita o Primeiro Mandamento, amar a Deus, ele diz que um pastor que condena outras religiões está violando esse mandamento porque está condenando outras formas de amar a Deus.  Outra interpretação estranha é que se algum pastor falar algo do tipo “a mão de Deus vai pesar em cima de vocês” ele estará violando o Segundo Mandamento (já falo sobre o sistema de numeração que ele usou).  Sobre honrar pai e mãe, o Quarto Mandamento do texto, é violado quando os pastores se posicionam contra a adoção de crianças por casais homossexuais. E por ai vai.
O autor ignora que o próprio Deus condena a adoração a qualquer outro Deus que não seja aquele revelado nas Escrituras (Deu 13.6-10). Também diz o que Deus deve ou não estar fazendo ("Ele deve estar mais ocupado com outras coisas") cometendo o mesmo erro que atribui a Waldemiro e não cita o texto em que Jesus define a família desde o início como homem e mulher (Mat 19.4 e 5).
Mas o mais interessante é que o autor errou completamente o verdadeiro objetivo da Lei. E o pior: esse mesmo erro é cometido por muitos na igreja, em graus diferentes.
Qual é o objetivo da Lei? Paulo diz que é trazer conhecimento do pecado (Rom 7.7). Ela serve para tornar toda a humanidade culpada perante Deus (Rom 3.19) e mais uma vez fazer com que tenhamos consciência de nossos pecados (Rom 3.20). O que é pecado? É a transgressão da Lei (1 João 3.4). A Lei é boa, desde que usada de forma correta (1 Tim 1.8) e ela é nosso tutor até Cristo (Gál 3.24).
Ou seja: a Lei não nos  justifica, ela não deixa culpado. Ela existe exatamente para mostrar que todos somos pecadores (inclusive cada pastor da lista do texto). Inclusive o autor do texto! Todos nós?
Se eu tivesse perante o autor eu perguntaria? Você acha que cumpre os 10 Mandamentos? Me diga, quantas mentiras você já contou na sua vida? Já pegou algo que não te pertencia, não importa o valor? Já olhou para alguém com desejo sexual em seu coração (Jesus disse que isso é adultério do coração). Eu o passaria por cada um dos Mandamentos, mostraria que seria culpado de violá-los e que a única opção de um Deus bom e justo seria condená-lo ao inferno por seus atos de rebeldia. E se ele demonstrasse que isso o preocupa, aí eu apresentaria a graça de Deus para ele, mostrando quanto Deus o ama a ponto de mandar seu único Filho para morrer na cruz em seu lugar.
Não vamos usar a Lei de forma diferente do planejado. Vamos usá-la de forma bíblica, para mostrar e pecaminosidade do homem e sua necessidade de um salvador e não para mostrar o quanto somos bons cumprindo os Mandamentos. Não somos. Isso é impossível (Rom 3.10).
E por último, o autor usa a versão católica dos 10 Mandamentos. Existe isso? Sim, existe. Veja abaixo uma tabela dos 10 Mandamentos católicos e das outras vertentes cristãs:

N Católico Outros
1 Não terás outros deuses além Mim Não terás outros deuses além Mim
2 Não dirás em vão o nome do SENHOR, o teu Deus Não farás para ti nenhum ídolo
3 Lembra-te do dia de sábado para o santificar Não dirás em vão o nome do SENHOR, o teu Deus
4 Honra teu pai e tua mãe Lembra-te do dia de sábado para o santificar
5 Não matarás Honra teu pai e tua mãe
6 Não adulterarás Não matarás
7 Não furtarás Não adulterarás
8 Não darás falso testemunho contra o teu próximo Não furtarás
9 Não cobiçarás (a mulher do teu próximo) Não darás falso testemunho contra o teu próximo
10 Não cobiçarás (nada do que pertença a teu próximo) Não cobiçarás

Perceberam a diferença? No catolicismo, o Segundo Mandamento (Não farás para ti nenhum ídolo) é suprimido e o Terceiro vira Segundo. Para continuar com 10, o último Mandamento é dividido em dois. Isso faz sentido, já que muito do catolicismo está baseado na veneração às imagens. Como diria um amigo alemão: “espertinhos eles não senhor Maurilo?”.

Posted on Wednesday, June 24, 2015 by Maurilo e Vivian

No comments

Saturday, June 20, 2015



Os folhetos evangelísticos que temos por aí são feios, vamos ser sinceros. E via de regra, tem uma cara danada de folhetos.
Alguns anos atrás nós criamos um folhetos chamado "Nove estatísticas engraças... e uma nem tanto" que usava a Lei para mostrar ao pecador sua necessidade de um Salvador. O texto do folheto estava bom, mas o visual era bem ruim.
Agora, além do texto, temos um folheto com visual bem bacana, criado pela nossa irmã Elis, da nossa igreja.
Ainda falta ajustar algumas coisas, mas em breve ele estará prontinho para impressão.

Posted on Saturday, June 20, 2015 by Maurilo e Vivian

No comments


É com muita alegria que podemos anunciar nossa pareceria com o site Evangelismo Bíblico. Eles fizeram um trabalho maravilhoso com tradução de alguns materiais da Living Waters. Após alguns contatos, vamos trabalhar juntos nas traduções e também gerando material novo!
Artigos, vídeos, folhetos e muito mais. Em breve, novas informações.
O site ainda está sendo modernizado, mas clique aqui e deixe-o salvo no seu browser. Vale a pena!

Posted on Saturday, June 20, 2015 by Maurilo e Vivian

1 comment